Inscription à la newsletter
s'inscrire / se connecter

Sites pays et partenaires

Membres :
0 200 500 1000 2000 5000 10000+
Notícias
Partager sur :
16 maio 2019
Comunidade

[ALUMNI] Fernanda Feldens, graduada em Artes Visuais Saint-Nazaire

Vista 301 vezes

Meu chamo Fernanda, tenho 26 anos e sou formada em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Ingressei nessa universidade em 2010 no curso de Relações Internacionais, pois sempre tive muito gosto por assuntos que concernissem o mundo e a maneira como se organiza, diferentes línguas, etc. Antes de concluir essa graduação, no entanto, decidi enveredar por um caminho bastante distinto, fazendo vestibular para Artes Visuais em 2013. 

Sempre tive o sonho de realizar um intercâmbio ou estudar fora. Em 2016, surgiu a possibilidade, através da sugestão de uma professora do Instituto de Artes, de me inscrever para o Programa Internacional Nantes, voltado para a preparação dos participantes para o ingresso em uma instituição de ensino superior francesa nas áreas de Artes Plásticas, Arquitetura e Design. Candidatei-me para a bolsa de estudos do programa e fui contemplada. 

O Programa Internacional Nantes, um curso preparatório oferecido pela École Supérieure de Beaux-Arts Nantes Saint-Nazaire, foi uma experiência divisora de águas para meu percurso acadêmico,

sem mencionar sua importância em termos de experiência de vida. Retornando ao Brasil em meados de 2017, retomei meus estudos na UFRGS. Fui educadora cultural na 11ª Bienal do Mercosul e dediquei-me à pesquisa em arte e sociologia da arte através de uma Bolsa de Iniciação Científica pelo PIBIC CNPq-UFRGS. Concluí a graduação em dezembro de 2018, sempre mantendo contato com amigos e profissionais que conheci através do Programa.

Meu objetivo, agora, é inscrever-me para um mestrado na França. 

Por contar com aulas de francês, arte e cultura francesa, o Programa Internacional Nantes me proporcionou uma verdadeira imersão no cenário artístico e cultural do país, além de permitir o contato com pessoas das mais diversas origens e meios. Meu domínio da língua francesa passou, em alguns meses, do nível iniciante para o avançado: além de um certificado de língua francesa DELF B2, adquiri certificado C1 pela Université de Nantes. A viagem de estudos realizada com o Programa permitiu que vislumbrássemos museus, exposições e obras que eu só conhecera, até então, através de livros. 

Acima de tudo, porém, essa grande experiência foi determinante no sentido de me mostrar os caminhos que gostaria seguir quando do término de minha graduação.

Não apenas percebi que, em Arte, meu interesse era mais teórico que prático, como decidi que, se fosse realizar um mestrado, ele seria feito em uma instituição francesa. Isto porque, além de meu nível de língua francesa ter aumentado significativamente, as opções de mestrado na França são as mais indicadas para a minha área, em termos de currículo e de tradição.

Além disso, é inegável a valorização e investimento que o país confere ao setor artístico e cultural, o que se traduz em boas oportunidades de pesquisa e emprego.




Comentários

Você precisa estar logado para deixar um comentário. Connectez-vous.