s'inscrire / se connecter
Empresas internacionais: como implantar-se na França?

Empresas internacionais: como implantar-se na França?

A França é o segundo país de destino dos investimentos estrangeiros na Europa: 20.000 empresas estrangeiras estão ativas na França. Como elas escolhem a forma de implantação? Quais estruturas as acompanham?

Qual forma de implantação escolher?

Segundo os objetivos definidos, uma empresa internacional pode escolher entre três formas de implantação na França.

O escritório de representação permite estudar o mercado. Ele limita as atividades aos contatos, à prospecção, à coleta de informações. A sucursal permite exercer uma atividade comercial mas ela não é juridicamente separada da matriz. Com uma filial, a empresa estrangeira opta por criar uma estrutura autônoma. A filial é uma empresa francesa sujeita às mesmas obrigações contábeis, fiscais, jurídicas e sociais que uma empresa local.

A escolha não tem um caráter definitivo. Nada impede a opção por uma solução mais simples e evoluir para uma forma mais ampla de implantação.

Acompanhamento dos investidores internacionais

Para facilitar as implantações, muitos organismos colocam a disposição seu know-how a serviço dos investidores. Entre eles, a Agence française des investissements internationaux (AFII) é um interlocutor privilegiado.

A AFII dispõe de uma rede de correspondentes em mais de 22 países. Eles informam os empresários, de maneira detalhada, sobre as regulamentações aplicáveis ao investimento desejado. Eles ajudam a identificar as vantagens financeiras do território francês em nível regional e nacional. Eles facilitam os contatos com os serviços do Estado.

A AFII coloca igualmente a disposição dos investidores estrangeiros seus parceiros nas regiões francesas. Esses contatos locais pilotam o auxílio à implantação e favorecem o aparecimento de novas atividades.

A AFII trabalha também com organizações do setor privado para promover as vantagens comerciais competitivas da França e fornecer uma gama completa de serviços aos investidores.