s'inscrire / se connecter
As 5 grandes exposições

Cinco exposições obrigatórias na França para encerrar 2014

De Paris a Marselha, passando por Lyon e Toulouse, um pequeno giro das exposições imperdíveis neste fim de ano.

Retrospectiva Niki de Saint Phallenikki

Ela é uma das artistas mais populares do século XX, dividida entre França e Estados Unidos. Artista plástica, pintora, escultora e diretora, Niki de Saint Phalle (1930-2002) é o foco de uma retrospectiva no Grand Palais, em Paris. Até 2 de fevereiro de 2015, mais de 200 obras e arquivos estão expostos, como as « Nanas », as mulheres voluptuosas e coloridas, emblemáticas da obra da artista.
Exposta pela primeira vez na Europa, La Cabeza está instalada no Centquatre. Esse imenso crânio revestido de cacos de espelho e de pedras coloridas pode ser visto até 1º de fevereiro.
www.grandpalais.fr

 

 

 

 

cultureA história da telinha

Viciado em televisão ou não, corra para ver a exposição « Culture TV. Saga de la télévision française ». Até 8 de março de 2015, o Musée des arts et métiers em Paris traça a história da televisão através do tempo. Do mítico tubo de raios catódicos às telas planas, são 80 anos de televisão diante de nós.
www.arts-et-metiers.net

Erró e os quadros-colagens

O artista Erró nasceu na Islândia, mas desde 1958 trabalha na França. Até 22 de fevereiro de 2015, o museu de arte contemporânea de Lyon dedica a ele uma retrospectiva. Inventor dos quadros-colagens, ele é o autor de uma obra que transita entre pop art, surrealismo e expressionismo. Colagens, performances, filmes, desenhos... Mais de 500 obras a serem descobertas.
www.mac-lyon.com/mac

Benjamin-Constant: o último dos grandes orientalistas

Até 4 de janeiro de 2015, o Musée des Augustins expõe a primeira retrospectiva sobre o pintor Benjamin-Constant (1845-1902). Organizada em Toulouse, cidade natal desse pintor esquecido, ela leva o título « Merveilles et mirages de l’orientalisme ». Após uma viagem na Espanha e no Marrocos, o artista se apaixonou pelos temas do orientalismo, presentes no coração desta exposição.
www.augustins.org

O MuCEM, no encontro das civilizações

Durante todo o ano, o MuCEM de Marselha oferece exposições permanentes. A galeria do Mediterrâneo oferece um panorama das culturas comuns a todos os países da Bacia do Mediterrâneo, do período neolítico às obras mais contemporâneas. As exposições se inserem no projeto deste museu voltado para o espaço mediterrâneo.
www.mucem.org